Cases

Poço 4.0 - Começo de uma ideia transformadora.

O Poço 4.0 foi o início de tudo para Augen. Um desafio rico em troca de conhecimentos, relações e ideias e que nasceu de uma necessidade e desejo por mudar processos trazendo as soluções e conceitos da indústria 4.0 para a realidade das estações de tratamento de água.

Desafio

O monitoramento da qualidade de água é regulamentado por legislação federal, bem como por portarias de órgãos de controle federais, estaduais e municipais, a fim de eliminar riscos à saúde.

Por outro lado o controle do processo de tratamento de água ainda apresenta uma parcela bastante significativa de seus procedimentos realizados manualmente, sendo estes procedimentos não digitalizados e de execução prolongada. Os produtos atualmente disponíveis no mercado não são adequados à demanda deste setor, pois as informações geradas não são diretamente aplicadas no controle do processo ou quantificação dos parâmetros químicos.

A Augen soube identificar nesse cenário uma oportunidade de mercado. Por que não desenvolver uma solução que possa ser mais precisa, customizada e automatizada para análise e tratamento da água que chega as nossas casas todo dia?

Estratégia

A partir das necessidades a Augen desenvolveu protótipos funcionais para realizar análise e tratamento de água de forma mais automatizada, precisa, servindo também como uma ferramenta de gestão auxiliando na tomada de decisão. O ponto de partida foi a digitalização da informação química/física e integração com sistemas supervisórios, criando módulos de controle para adição dos produtos químicos, o mais próximo possível de conceitos “plug-and-play”, reduzindo o tempo de startup e escalando os ganhos com o controle, além de permitir o acesso remoto as informações geradas.

Resultado

Produção de um lote pioneiro de 22 protótipos funcionais de analisadores / dosadores multiparâmetros, a serem instalados em poços de captação de água na cidade de Alegrete (RS) da Companhia Riograndense de Saneamento (CORSAN). Com a implantação da nova solução da Augen, estima-se uma redução nos custos de 4 vezes para os produtos químicos e 14 vezes para as despesas de deslocamento e de carga de trabalho, com um potencial econômico de cerca de R$ 600.000,00 de economia anual para a cidade de Alegrete.